sábado, 29 de janeiro de 2011

Cuidados: Pêlo

Introdução: 

A auto limpeza que o gato faz, reduz os problemas de pele e pêlo, e,  quando a alimentação é completa e balanceada, o pêlo do gato torna-se ainda mais saudável. Quando o seu pêlo apresenta algum tipo de deterioração, na maioria das vezes é sinal de doença, tanto que o gato quando está doente ou bastante idoso, deixa de se lamber.

Escovação:

Para que possa observar  a saúde de seu gato,  é recomendável uma escovação regular, sobretudo em gatos de pêlo longo. A escovagem também ajuda a retirar pêlos mortos, com o hábito que os gatos têm de se lamberem, eles ingerem uma quantidade razoável de pêlos e a ingestão excessiva contribui para a formação de bolas de pêlos no estômago, o que pode provocar vômitos.


Escovar um gato de pêlo curto:

Os gatos de pêlo curto devem ser escovados uma vez por semana, mas como nem todos os pêlos são iguais, o dono deve ficar atento! No inverno o pêlo saudável não cai por isso a escovagem semanal ou quinzenal será suficiente, no verão o pêlo cai bastante e muitas vezes a melhor opção é  escovar de duas a três vezes por semana, isto vai prevenir que o gato acumule bolas de pêlo no estômago.
Os gatos de pêlo curto devem ser penteados na direção do pêlo, da cabeça para a cauda. Deve usar um pente ou uma escova. 




Escovar um gato de pêlo longo:


 A maioria das raças possuem um pêlo fino que não exige muitos cuidados, sendo suficiente escovar semanalmente no inverno e de duas a três vezes por semana no verão. As raças mais conhecidas que têm este tipo de pêlo, fino e longo, são o Maine Coon. Angorá Turco, Bosques da Noruega, Somali, etc. Raças como o sagrado da Birmânia e em particular, o Persa têm um pêlo longo e mais grosso que exige  uma escovação diária no pêlo.

Comece com um pente de metal,  no sentido do pêlo e depois mais cuidadosamente no sentido contrário ao crescimento do pêlo. Deve começar pelo pescoço, abdómen e pernas com gato virado de barriga para cima; depois dorso, cabeça e face. Deve-se tratar uma área de cada vez abrindo sempre pêlo ao meio. Depois,  com a ajuda de uma escova, escove novamente  e por completo. Por fim deve escovar a cauda, para isso podemos utilizar uma  pente, divida-a em 2 partes e a escove  para os lados.


Tosquiar o pêlo:


Embora não seja tão comum, a tosquia  dos gatos de pêlo longo muitas vezes é necessária. A pelagem longa e densa, em especial, do Persa, não é apropriada para o verão, tornando-se bastante insuportável para o animal, podemos assim aliviar o calor, cortando o pêlo que rapidamente cresce. 
A tosquia é normalmente feita com uma máquina, o que nem sempre é muito bem vista pelos gatos, que se assustam com o barulho.  
O corte do pêlo do Persa chama-se “lion-cut”, isto é corte de leão, já que existem áreas do corpo que não devem ser cortadas, porque o crescimento de pêlo pode ser muito lento. Não se deve cortar o pêlo na zona da cabeça e a cauda, onde pode demorar mais de um ano para atingir o tamanho normal. Corte na zona do dorso e principalmente no peito e barriga, as zonas onde o pêlo cresce mais rapidamente.

Revista Mundo Gato

2 comentários:

  1. ha, I will experiment my thought, your post bring me some good ideas, it’s truly amazing, thanks.

    cialis online

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar na Revista, volte sempre!